Jorge Jesus

Jorge Fernando Pinheiro de Jesus (24 de julho de 1954, Amadora, Lisboa, Portugal) é um ex-jogador de futebol português e atual treinador do Sporting Clube de Portugal.

Carreira como jogador

Jesus, filho de Virgolino António de Jesus, ex-jogador do Sporting Clube de Portugal nos anos 40, formou-se precisamente nas categorias mais baixas dos leões e estreou na primeira divisão portuguesa no S.C. Olhanense, clube que ele emprestou do Sporting.

Ele jogou na primeira equipe do Sporting na temporada 1975-1976, participando de 12 jogos (apenas um como iniciante). O Sporting terminou a temporada em quinta posição. Essa foi a primeira e a última temporada nas fileiras do clube de Lisboa. No ano seguinte, Jesus se juntou ao C.F. Os Belenenses, no qual ele foi o primeiro de muitos times em que ele desenvolveu sua carreira nos próximos oito anos. Além do mencionado, Jorge Jesus defendeu as cores do Grupo Desportivo Riopele, Juventude de Évora, União de Leiria, Vitória de Setúbal e S.C. Farense, acumulando um total de 166 jogos e 13 gols na primeira categoria do futebol nacional português.

Jorge Jesus se aposentou em 1989 aos 35 anos, depois de tocar os últimos anos de sua carreira no segundo (principalmente com a equipe de sua cidade, a C.F. Estrela da Amadora) e a terceira divisão de Portugal.

Carreira de treinador

Inícios

Depois de começar como treinador com o desconhecido Amora FC, Jesus juntou-se às fileiras do F.C. Felgueiras em 1993 ajudando o clube a ascender à categoria mais alta em sua segunda temporada. A continuidade foi a nota predominante da jornada de Jesus neste pequeno clube português em que permaneceu como treinador até junho de 1998, quando o F.C. Felgueiras caiu de categoria.

Mais tarde, ele conseguiu liderar a equipe de sua cidade natal, a Estrela da Amadora, que levou à conquista de dois lugares da oitava liga em épocas consecutivas. Em quatro anos, Jesus recebeu duas promoções para a divisão superior com Estrela da Amadora e Vitória de Setúbal. Em 2003-2004, ele ajudou Vitória de Guimarâes a evitar o rebaixamento por uma margem muito curta, terminando na temporada dois pontos acima do FC Alverca descendente.

Durante os próximos quatro anos, sempre na primeira divisão, Jesus foi responsável pelo Moreirense FC (com o qual ele desceu), União Leiria e Belenenses. Foi com o último que obteve seus melhores resultados, terminando em quinto lugar, se qualificando para a Copa da UEFA e jogando a final da Copa de Portugal em 2007, no qual perdeu 0-1 contra o Sporting.

SC Braga

Em 20 de maio de 2008, um dia depois de deixar Belenenses, Jesus assumiu a liderança do Sporting Clube de Braga, liderando o time do Minho para o quinto lugar da liga e até a rodada de 32 da Copa da UEFA. Entre os destaques da participação da Braga na Europa, uma vitória de 3 a 0 em casa contra o Portsmouth da Inglaterra e uma perda de última hora para o AC Milan em San Siro.

SL Benfica

Em 16 de junho de 2009, Jesus substituiu no banco de esporte de Lisboa e Benfica o treinador espanhol Quique Sánchez Flores.1 Em sua primeira temporada (2009-10), levou os benfiquistas a obter o título (apenas duas derrotas na liga e 78 gols marcados) após cinco anos de esperança em uma punição a dois jogadores do Porto (Hulk e Sapunaru), pela Liga de Portugal. Punição que a Liga admitiu depois de ter sido exagerada.2 Além disso, na época, o Benfica chegou às quartas de final da Copa da UEFA, sendo eliminado pelo Liverpool em um 3-5 mundial no empate (este foi o última derrota do clube de Lisboa que foi precedida por uma série invicta de 27 jogos).

Em 5 de outubro, Jesus conquistou a vitória da 100ª vitória no primeiro turno com uma vitória por 3 a 1 frente ao F.C. Paços de Ferreira. No mês seguinte, ele viveu o seu primeiro dérbi de Lisboa, que terminou com um resultado 0-0. Na mesma temporada, o Benfica ganhou um duplo histórico, levando também a Copa da Liga. Esse número de sucessos ajudou a Amadora a ganhar uma bem merecida renovação do contrato até 2013.3

Após uma vitória por 2 x 0 contra o VfB Stuttgart na UEFA Europa League (4-1 no total), o que significou a primeira vitória na história do Benfica em solo alemão. Jesus superou o registro de dezesseis vitórias consecutivas da era de Jimmy Hagan em frente aos lisboetas nos anos 70.4

A temporada 2012-13 foi especialmente dolorosa para o Benfica, já que perdeu duas finais (Europa League e Taça) e o título da Liga no último dia.5 Em contraste, na temporada 2013-14 venceu a Liga, a Copa e a Copa da Liga.

Sporting Clube de Portugal

Em 4 de junho de 2015, renunciou como treinador do Benfica para assinar no Sporting Clube de Portugal no dia seguinte.